terça-feira, 9 de junho de 2009

Crianças Prodígios: Amadas ou Odiadas?



Shirley Temple foi sem dúvida a mais famosa criança de todos os tempos.
Ela começou no cinema aos três anos de idade e logo alcançou o super estrelato. Aos cinco anos a sua carreira já estava consolidada por incrível que pareça para uma criança naquela época.
Shirley Temple fazia um pouco de tudo, além de atuar com uma desenvoltura de gente grande ela cantava e dançava.
Os seus filmes além de produtos que levavam seu nome como: Bonecas, canecas, bonés, vestidos ou mesmo posters bateram recordes nos anos de 1936, 37 e 38 desbancando nomes famosos como: Clark Gable, Bing Crosby, Robert Taylor, Gary Cooper and Joan Crawford.
No cinema, na TV e nas artes em geral além de outros setores como na educação as crianças chamadas prodígios, ou seja, aquelas que possuem um nível de QI superior a maioria sempre se destacaram pelo o mundo à fora.
Muito questionado se os seus pais devem incentivar e apoiar esses talentos precoces naturais, ou deixar que eles tenham uma vida condizente com a sua idade, ou melhor, vivendo uma vida comum sem abrir mão de ser criança ao invés de se dedicar a uma atividade profissional, seja, cantando, representando ou mesmo em tarefas nomeadamente de adultos como é o caso do jovem indiano, Akrit Jaswal, cujos pais são médicos e ele ter sido considerado "o menino mais inteligente do mundo" com um QI de 146 e é considerado a pessoa viva mais inteligente na Índia, um país de mais de um bilhão de pessoas.

Akrit se tornou famoso ao executar o seu primeiro procedimento cirúrgico com autorização dos pais no ano de 2000, numa menina de oito anos que havia sofrido uma grave queimadura e os dedos da mão estavam colados e sem ter condições de pagar um médico. O jovem efetuou a cirurgia com sucesso aos sete anos de idade.
Atualmente aos doze anos é o mais novo universitário da índia graças a uma autorização especial concedida pela justiça e dedica-se a cura para o câncer.

Ultimamente a discussão se uma criança deve ou não exercer uma profissão voltou a tona no Brasil depois do fenômeno Maisa que foi descoberta pelo o Programa Raul Gil e hoje no SBT é responsável pela audiência nas manhã de sábado, desbancando no Ibope nada menos que a “Rainha dos Baixinhos” a Xuxa e talvez por isso tanta polêmica voltada para a garota do interior de São Paulo, mas precisamente da São José dos Campos.

Para completar e confirmar o sucesso dessa Shirley Temple tupiniquim, ela dividia com o maior comunicador do país,o apresentador e empresário Silvio Santos um quadro que vinha sendo um fenômeno de audiência no Programa Silvio Santos reativando as tardes de domingo no SBT e incomodando a concorrência a ponto de sugerirem a saída da garota das telas.


Francamente. Sempre ouve crianças na televisão e no cinema no Brasil e ninguém nunca chegou ao ponto de pedir intervenção de um defensor público para tirar do ar uma criança, seja em novela, anúncios publicitários ou outra peça na comunicação a menos que ela esteja nas gravações ou ao vivo em horários improprios ou sem autorização por escrito.


Uma das grandes polêmicas dos últimos tempos foi o fato do choro da Maisa no ar por maus tratos do Silvio Santos o que não tem procedência mesmo porque o Silvio com toda capacidade e inteligência não iria maltratar uma criança no ar ou fora do ar, o que na verdade aconteceu foi um ato de espontaneadade por parte dele querendo dar um tom de naturalidade de uma criança chorar se for minimamnente contrariada e como se fosse ao vivo ele deixou que fosse pro ar um choro da grande estrela Maisa, pra todo mundo, digo, todo mundo a concorrência cair de pau a ponto de tirarem a atração do programa do ar.

Pior do que isso são as gravações de novelas comerciais que levam horas a fio, estressam as crianças além de choros que em novelas são até mais questionaveis por questões diversas, seja por brigas dos pais ou abandono dos mesmos e ninguém reclama e vai tudo pro ar e ninguém nunca reclamou.

Quem sabe se o choro da Maisa não foi pela ameaça de ser substituída pela nova e promissora atração mirim de nome Rebeka Angel que irá preencher uma parte do horário matutino da emissora?

O conselho tutelar confirmou que a menina Maisa é feliz e bem cuidada e tem uns pais dedicados e que em momento algum houve por parte do seu patrão maus tratos, muito pelo contrário o que se ver no ar é uma interação descontraída e o Silvio Santos voltando aos tempos de criança com ela que é um show e que agrada a muitos dos que ajudam a alavancar a audiência do SBT.

Se quiserem fazê-la infeliz e provocar um choro descontrolado nessa estrela mirim tire-a do ar, o que será um pecado imperdoável porque ela não faz mal a ninguém só a concorrência.

video

Edigarde Rodrigues

Um comentário:

Maria Ap. da Silva disse...

Boa noite Edigarde!
Gostei muito dessa matéria sobre crianças prodígios, concordo plenamente com vc porque a concorrente que todo mundo sabe quem é tem várias crianças que trabalham e sempre trabalharam fazendo novelas em cenas de muito choro e ninguém nunca falou nada porque será?
Alguém pode responder?
Um forte abraço.

Maria Aparecida