segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Ronaldo “O Fenômeno” disse Adeus ao Futebol e Emocionou o Mundo Inteiro com Sua Humildade!


Eu admiro Ronaldo "o fenômeno" desde o início de sua carreira independente do clube que estivesse jogando.
O garoto de Bento Ribeiro subúrbio carioca que encantou o mundo com seu futebol foi descoberto pelo ex-jogador Jairzinho quando jogava no São Cristóvão clube que lhe pagava as passagens de ônibus.
Jairzinho comprou seu passe por dez mil dólares e o vendeu para o Cruzeiro onde permaneceu de 1993 a 1994 onde o menino dentuço marcou 57 gols em 58 partidas o que lhe renderam dois títulos: A copa do Brasil e o campeonato mineiro.
Com esse destaque foi convidado pelo técnico da Seleção Brasileira de 1994 Carlos Alberto Parreira para a copa dos Estados Unidos mesmo na reserva participou da conquista do tetra campeonato da nossa seleção.

Após a copa foi contratado pelo PSV Eindhoven da Holanda onde atuou por duas temporadas de 94 a 96 conquistando mais dois títulos: A supercopa da Holanda e a Copa da Holanda marcando 66 gols em 71 partidas, ninguém segurava aquele garoto franzino.
No auge da carreira foi brilhar no futebol espanhol contratado pelo Barcelona quando surgiu o apelido de “Fenômeno” que o consagrou.
Nas duas temporadas que atuou no time catalão foi um show à parte, 51 jogos, 48 gols e 3 títulos: Copa da Espanha, Supercopa da Espanha e Recopa Europeia.

Em 1997 foi a vez da Itália desfrutar do talento do “Fenômeno” quando a Inter de Milão o contratou até 2002.
Marcou 56 gols em 90 jogos e apesar da conquista da Copa da UEFA protagonizou um drama que comoveu o mundo quando sofreu uma grave lesão no joelho já operado.

Depois de um longo tratamento e muita perseverança quase ninguém acreditava que ele fosse o maior destaque da copa do mundo de 2002 depois que o Felipão apostou todas suas fichas no craque que não só foi o artilheiro com oito gols ainda recebeu naquele ano pela terceira vez o título de melhor jogador do mundo pela FIFA.

Em 2003 Ronaldo juntamente com astros do futebol como Zidane, Figo, Raúl, Beckham, Roberto Carlos e outros craques fez parte dos Galáticos do Real Madrid onde permaneceu por seis temporadas, mas em termos de conquistas só foram duas: O Mundial de Clubes e o Campeonato Espanhol de 2003.

De volta a Velha Bota
Após alguns desentendimentos devido aos fracassos dos Galáticos e a falta de títulos antes de um desgaste total Ronaldo preferiu ser negociado e dessa vez voltou para o maior rival do seu ex-clube a Inter de Milão e estreou no Milan ao lado de Kaká e Pato e com relação a títulos foi o único clube que o “Fenômeno” não conseguiu levantar nenhum caneco.
Foram 69 partidas e 35 gols marcados pelo craque.
Segundo o próprio Ronaldo foi no Milan que ele soube que tinha um problema conhecido por “Hipotireodismo” o que ocasionou o aumento de peso.

A Volta ao Brasil.
Após mais uma séria lesão o “Fenômeno” começou um namoro com o Flamengo numa tentativa de voltar ao Brasil e como não houve um acordo entre as partes o Corinthians o conquistou definitivamente e segundo ele era mais um louco para se somar a essa que é a maior torcida do futebol brasileiro.
Foi um sucesso não só a sua chegada como foi uma lua de mel que deixou o Presidente do Timão mais que satisfeito pela feliz aquisição quando da conquista do Campeonato Paulista de 2009 e a copa do Brasil do mesmo ano.
O maior objetivo do craque era conquistar a Libertadores da América que em 2010 foi interrompida pelo seu antigo clube de coração, o Flamengo e em 2011 pelo fraco e desconhecido Tolima antes da fase dos grupos.
Parte da imprensa atribuía a essa derrota o motivo principal que levara “O Maior Atacante de Todos os Tempos” segundo o New York Times desse 14 de fevereiro de 2011 dia em que Ronaldo Luís Nazário de Lima o “fenômeno”disse Adeus ao futebol deixando o mundo inteiro em silêncio para ouvir a sua despedida.

Uma Carreira Brilhante
Uma trajetória de sucesso sem dúvida alguma é o que podemos dizer sobre Ronaldo: considerado o melhor jogador do mundo em 96/97 e 2002.
Conquistou os maiores títulos do futebol mundial.
Foi o maior artilheiro da copa do mundo.
Após oito cirurgias sofridas se superou e deu exemplo de perseverança a todos nós que achávamos que desde a primeira lesão seria o seu fim como jogador.
O excesso de peso que o impossibilitou de continuar a dar seu show foi explicado por ele com muita humildade e lhe tirou de campo e de que mais gostava, fazer gols.

Será que a intolerância de alguns torcedores fanáticos não contribuem para decisões radicais de jogadores que se sentem ameaçados?

video

Edigarde Rodrigues

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

O Amor Incondicional de uma Cadelinha Chamada Baby!


Quanto mais o tempo passa mais eu tento aprender o que a vida tem pra me ensinar e apesar de pensarmos que já sabemos muito a cada dia nos surpreendemos.
Eu que nunca fui muito ligado a ideia de possuir um animal mas fui agraciado pelo o amor de uma cadelinha chamada Baby que conquistou o meu coração.
No início confesso que não foi fácil a nossa convivência porque a cadelinha já pertencia a minha atual companheira há quase dez anos e já tinha conquistado alguns direitos e eu que estava chegando tinha que ceder se quisesse continuar fazendo parte da vida da minha amada.
Convidado eu fui passar o primeiro fim de semana no sítio da família dela em Embú das Artes aqui es São Paulo quando ela me falou que a Baby iria dormir na cama conosco já que era hábito em sua casa, não foi nada fácil dizer não o que levou quase ao fim o nosso romance que foi contornado por familiares.

A Baby deve ter achado tudo muito estranho mas mesmo assim parece ter compreendido e ao invés de ficar com raiva de mim que não permitia dividir o mesmo espaço com ela foi aos poucos me conquistando e eu fui mudando o meu conceito e até já admitia que ela dormisse pelo menos no mesmo quarto conosco.

O Tempo foi passando e eu cada vez mais me afeiçoando pela meiguice e carinho com que ela me recebia em casa quando eu chegava ela fazia uma grande festa o que lembrava a música do Roberto Carlos intitulada "Eu Voltei" que dizia " O meu cachorro me sorriu latindo" era desse jeito que ela me recebia ao distinguir o barulho do motor do meu carro apesar da rua nada silenciosa onde eu moro e a Cida minha companheira sabia que eu estava chegando.

A Baby só vinha pra minha casa a cada quinze dias mas há um ano atrás depois de um esaustivo cansaço a levamos ao seu veterinário o que foi diagnosticado uma lesão no seu coração e a partir daí eu fazia questão que ela viesse pra minha casa todo fim de semana o que me deixava mais tranquilo porque a minha companheira poderia ficar mais perto dela e confesso que eu também me sentia muito bem com a sua presença.

A Baby conquistara meu coração definitivamente com o passar do tempo e me cativava sem nada pedir em troca apenas um pouco da minha atenção, mas eu fazia um pouco mais e gratificava aquele amor e tentava lhe agradar também alimentando-a o que ela adorava quando eu ia pra cozinha e ela me acompnhava toda faceira.

Baby ainda bebê com sua família

No mês de outubro passado ela teve uma crise na madrugada quando a levamos para uma clínica de atendimento 24 horas e no dia seguinte ela voltou a alegrar a nossa casa.
Em dezembro mais uma crise e novamente fomos a clínica e dessa vez ela demorou mais para se recuperar apesar do tratamento dispensado de acordo com a orientação de uma veterinária nossa vizinha.

Certo dia eu a Cida e seu sobrinho Victor de oito anos resolvemos assistir ao filme "Marley e Eu" e no final nos emocionamos muito devido a situação da nossa Baby.

No final do ano evitamos viajar para não sacrificá-la e ficamos em casa mesmo muito embora tivéssemos alguns convites para festejar a passagem do ano fora.

Na madrugada do dia 31 de janeiro depois de mais uma crise a Baby nos disse adeus para a nossa profunda tristeza.
Eu passei por uma das piores experiências da minha vida ao acompanhá-la em seus ultimos e tortuosos momentos e por volta das 3 horas o seu doce coraçãozinho deixou de bater e ela que foi a grande companhia da Cida a minha amada, por muitos anos, silenciou deixando uma lição de amor incondicional nunca visto por mim apesar da minha experiência.

Na sua partida coube a mim a espinhosa e difícil tarefa de acondicioná-la para ser levada para sua ultima morada o que me fêz refletir o quanto eu amei aquela cadelinha que arrebatou o meu coração.

Hoje só nos resta escutar o papagaio perguntar todas manhãs: Cadê a Baby?

video

Edigarde Rodrigues

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

O Brasil Chora Mais Uma Tragédia na Região Serrana do Rio de Janeiro!


Mais um vez a tragédia toma conta do Rio de Janeiro dessa vez na região serrana que além de muito bonita acolhe milhares de pessoas e é um local preferido para turistas de todo Brasil devido ao clima e a hospitalidade de seus moradores.

No ano passado vivemos a tragédia de Angra dos Reis e Niteroi as mais atingidas no Rio de Janeiro e em São Luiz do Paraitinga em São Paulo.
Logo apos a passagem do ano onde são renovados planos e novos sonhos a população do sul e sudeste do país tem sofrido de um modo geral com as chuvas intensas que tem alagado essas regiões.

Ao escrever esse artigo eu continuo com o coração apertado mesmo porque os meus dois únicos filhos, meu neto e minhas noras moram em Nova Friburgo que até o momento é a cidade mais afetada com quase duzentos mortos.

Ontem dia 12/01 eu consegui ainda falar com a mãe deles a qual se encontrava ilhada no bairro de São geraldo onde as construções são de um bom nível mas toda cidade é sempre considerada de risco devido a sua geografia acidentada.

A situaçao da mãe dos meus filhos era desesperadora que sem energia elétrica estava sem nenhuma notícia dos nossos filhos que moram em locais diferentes.
Eu ainda tentei confortá-la mesmo a distância e totalmente impotente diante da situação e a cada notícia sinto uma fisgada no meu coração.

A única forma de comunicação que existia para ter notícias era o telefone fixo que após a conversa com ela ontem por volta das 19 horas quando ela me pediu pra falar com nossos filhos caso eu conseguisse pra não se preocuparem que ela se encontrava bem, muito embora apreensiva já que o serviço de metereologia previa mais chuvas para madrugada, depois disso não consegui mais falar com ela já que toda cidade se encontra incomunicável o que faz aumentar a aflição.
Esses dados foram atualizados pelo http://g1.globo.com/ o portal da Globo até as 13 horas do dia 13/01/2011 a estimativa é muito maior já que as autoridades só contabilizam os mortos identificados e em toda região serrana pode chegar a pelo menos o dobro lamentavelmente.
O Estado da região é assustador conforme as imagens que recebemos dos canais de televisão que estão cobrindo essa catástrofe impiedosa principalmente em Petrópolis,Itaipava, Teresópolis e Nova Friburgo que teve o maior número de mortos e feridos e teve o centro turístico totalmente distruído.
A cidade teve 24 horas de chuva intensa o que equivaleu a todo mes de janeiro.

Franco da Rocha-SP
Também no estado de São Paulo as chuvas continuam castigando a população é o caso de Franco da Rocha, Caieiras, Atibaia entre outras onde as águas deixaram essas cidades em baixo d'agua e centenas de pessoas desabrigadas.
O total de mortos no estado é de 23 pessoas desde o início das chuvas de verão.
Em Minas Geraes o total de mortos é de 16 pessoas.

Transcrevo aqui uma panorâmica através de uma reportagem do Jornal Hoje da Rede Globo de Televisão do dia 12/01/2011 sobre a cidade de Nova Friburgo.
video
Eu continuo torcendo e pedindo a Deus para que as chuvas diminuam e eu possa ter boas notícias com relação aos meus filhos depois que a comunicação se restabelecer.
Até quando os homens vão resistir para entender que a natureza precisa de atenção?

OBS. Agradeço as manisfestações recebidas e dou Graças a Deus por ter salvado os meus filhos que apesar de terem tido alguns prejuízos materiais estão muito bem juntamente com a mãe deles.
Estou feliz por ter acabado de falar com eles agora ás 23:30 de hoje 13/01.

Edigarde Rodrigues