segunda-feira, 15 de março de 2010

Brasil Bate Recorde na Criação de Novos Empregos Formais- Vale a Pena Aplaudir!


Depois de uma crise financeira que o mundo ainda tenta se recuperar o Brasil surpreende e bate o recorde na criação de novos empregos formais.
Em janeiro desse ano a geração de empregos com carteira assinada chegou a cento e oitenta e um mil e quatrocentos e dezenove postos de trabalho de acordo com dados do Ministério do Trabalho. Já em fevereiro os números são ainda mais animadores chegando a Duzentos e Cinco mil segundo dados do Caged- Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o melhor resultado em vinte e dois anos.

Segundo informação da Agência Brasil o Ministro do Trabalho e emprego Carlos Lupi admite que nenhum mecanismo econômico pode medir melhor a recuperação da economia de um país do que a geração de emprego.
De acordo com o Ministro: ”Existem empresas que mesmo ganhando dinheiro demitem funcionários, mas que não é do seu conhecimento que nenhuma empresa contrate sem estar ganhando muito dinheiro”.
Com bastante euforia o Ministro Lupi declarou ainda que o ano de 2010 tende a ser o melhor ano na geração de empregos na história do Brasil.
O governo do Presidente Lula tem contribuído muito para esse otimismo. Fazendo uso da sua habilidade administrativa e em conjunto com a maestria do Ministro Mantega usaram de um artifício para aquecer o consumo interno com a redução do IPI em diversos produtos o que acelerou a indústria que devido a propagação da crise via a médio prazo uma situação delicada e com esse incentivo do governo viu aumentar a geração de empregos em todo país.
Com isso o Brasil como um país emergente está conseguindo sair da crise com o menor índice de desemprego dos últimos anos.

Os Estados Unidos onde começou essa crise mundial que segundo especialistas tem sido a maior nos últimos oitenta anos tem pago muito caro com um desemprego que só se compara ao ano de mil novecentos e setenta e quatro abalando a popularidade do Presidente Obama que ainda não achou o caminho para sair da crise que leva a um desemprego no país que chega a 10% entre outros problemas enfrentados por ele esse é o que mais tem feito aumentar a sua pressão arterial nos últimos meses.

A Comunidade Comum Europeia que teve no inicio dos anos noventa um grande impulso econômico com a consolidação do mercado comum e a criação da nova moeda o “Euro” vive hoje grandes dificuldades em vários países comunitários afetando por demais dezesseis países dos vinte e sete membros.
O índice de desemprego registrou forte aumento na França no quarto trimestre de 2009, para 9,6% da população ativa, o pior nível em uma década comparando-se ao ano de 1999 dados do Instituto Nacional de Estatísticas e Estudos Econômicos levando mais de dois milhões e setecentas pessoas em busca de trabalho.
Outros países como Portugal, Espanha, Grécia passam por graves problemas de empregos sem contar com países comunitários do leste europeu que tem a Lituânia com maior número de habitantes sem trabalho de toda comunidade, enquanto a Holanda é o país menos afetado com apenas 4,2% sem emprego.

Outro grande representante da economia mundial, o Japão a segunda do mundo tem sido afetado de maneira bastante significativa atingindo até brasileiros que em busca de melhores condições financeira se dirigiram aquele país e se viram obrigados a retornar devido ao grande índice de desemprego.
Uma contração prolongada será uma péssima notícia para a situação fiscal do governo japonês, já que isso vai significar menos receita durante um momento em que o governo enfrenta uma montanha de dívidas.


Temos que aplaudir o Brasil que hoje é considerado pelo o mundo inteiro como sendo um promissor país e que promete ser nos próximos seis anos se tornar a quinta potência mundial.
O Governo brasileiro não se curvou ao fantasma da crise que devastou vários países considerados grandes e quase inabaláveis e com uma política econômica e incentivos fiscais conseguiu resistir a esse maremoto que se transformou realmente numa marolinha se comparado aos estragos em grandes potências mundiais e que mesmo com toda pressão conseguimos sobreviver e podemos até apostar num crescimento para esse ano que por menos que seja será uma grande vitória do governo e da população brasileira que não teve que conviver com o pior de uma crise que não participamos de sua formação de âmbito mundial.

Não quero tomar partido, mas fica difícil apostarmos em outro governo que possa manter esse mar de tormenta mundial num mar de almirante como tem feito o atual governo apesar de tudo.
Time que está ganhando vale a pena mexer?

Edigarde Rodrigues

5 comentários:

Maria Ap. da Silva disse...

Bom dia Edigarde!
Parabéns pela matéria gostei muito, e confesso que não sabia que o Brasil esta tão bem em relação aos outros paises ao que se refere emprego.
Isso é muito bom pra todos nós brasileiros.
Um forte abraço
Beijos

Cida.

tania disse...

Parabens!!!
....depois vem me falar que não te visito

Sonia disse...

Boa tarde Edigarde, que bom o seu blog !!!
Não vale ser irônico, hein ????
Sabe o que conversamos ontem, falei hj com um pessoal da área da saúde, eles têm as mesmas impressôes e convicções.
Um abraço, Sonia

Sonia disse...

Bom dia Edgarde !!
Graças a Deus estamos mais confiantes agora que estão removendo as famílias dos locais de risco, não ?? Oxalá, continuem pensando assim mesmo depois das eleições. E a liberdade do senhor X, ontem hein ???
O que me fala disto ?
Abraços
Sonia

jones disse...

Ola Edigarde!
essa Crise Financeira me pegou desprevenido eu estava la no Japão e fui demitido na época,meus irmãos também,dai eu voltei para o Brasil e estou aqui ,para mim foi até bom essa crise,pois eu voltei ,fiz um curso la no Senac de Hardware ,consegui uma bolsa na facu ,estou estudando e trabalhando na área de informática.
A crise no Japão ja esta melhorando aos poucos.
Bom vou ficando por aqui...

Grande abraço